A minha foto
Às vezes a imaginação falha, o sorriso esconde-se, as ideias ficam com ressaca e a vontade esgota-se. Depois, é preciso deixar que o pensamento esboce a dureza das palavras expostas. É ser sem parecer, e escrever mesmo sem crer.

terça-feira, 6 de julho de 2010

32. Faz de Conta

Vem daí. Vem sentar-te aqui comigo.
Comprei gelados, gomas ... só para te ver sorrir!
Podemos ficar a noite toda por cá, alugue-ia por um preço simbólico, instalei umas escadas rolantes e trouxe comigo aquele CD que tanto gostas.
Vem ! Já tenho saudades.
Está muito frio cá em cima, as temperaturas temam em estar baixíssimas na tua ausência. O teu calor faz-me falta.
Daqui podes ver o Mundo, podes ver as pessoas, podes ver tudo!

12 comentários:

  1. ulalá, será isto uma espécie de declração de amor?!

    ResponderEliminar
  2. Nepia, é mais um "vou-te ao cu" e logo se vê ^^

    ResponderEliminar
  3. ond e' que andas com a cabecinha telma ?
    <3

    ResponderEliminar
  4. aonde sera que eu já li estas historias todas.??? queres fazer alguma coisa faz com originalidade,

    ResponderEliminar
  5. NOTICIA DE ULTIMA HORA : O ANÓNIMO VOLTOU PARA DIZER MAIS PORCARIA

    ResponderEliminar
  6. OLHA QUEM FALA . .
    TU DIZES QUE A TELMA NÃO TEM ORIGINALIDADE
    E TU NEM TENS A CORAGEM DE DAR A CARA
    QUAL É A PIOR?

    ResponderEliminar
  7. quem é o pápa !! ao pé de mim...

    ResponderEliminar
  8. oh anónimo cresce e desaparece . . . o calor faz-te mal ao cérebro

    ResponderEliminar

Memórias do Meu Pensamento