A minha foto
Às vezes a imaginação falha, o sorriso esconde-se, as ideias ficam com ressaca e a vontade esgota-se. Depois, é preciso deixar que o pensamento esboce a dureza das palavras expostas. É ser sem parecer, e escrever mesmo sem crer.

quinta-feira, 2 de junho de 2011

151. Núcleo Duro

Tens sido o lutador de uma vida marcada de perdas significativas, de um prolongado dicionário de más recordações, incógnitas, pensamentos e dicotomias. Não entendo como suportas tão bem, este pesado fardo. Fazes muito mais do que o teu dever e nunca recebes pelas horas extraordinárias que desempenhas.
És puro, doce e amargo quando assim é necessário, terno e sensível.
Apoias-me em qualquer circunstância e o melhor de tudo é não ter gastos contigo. És grande,vale muito lutar por ti. Tens um interior formidável, uma aparência de meter inveja e um aspecto apetitoso. Gostava de poder abraçar-te, de te poder retribuir tudo aquilo que fazes por mim, que aturas e que suportas sozinho para não me veres sofrer.
É a ti que devo toda a minha vida, todas as minhas escolhas e opções. É a ti, que devo as mais verdadeiras explicações e toda a minha a atenção, é a ti que devo respeitar para toda uma eternidade e aturar todas as tuas loucuras.
Consegues fazer sentir-me uma pessoa melhor, todos os dias um bocadinho. Tens um núcleo duro, difícil de deitar a baixo mas fácil de magoar, para muitos ainda és uma criança, mas para mim és como gente grande, fácil de gostar fácil de amar.
Eu sei que desiludo-te a cada dia que passa, tu que estás sempre do meu lado em qualquer momento, que me apoias silenciosamente e que me fazes ver o outro lado dos problemas. Desculpa meu pequeno grande amor, por não conseguir estar à tua altura e andar ao teu ritmo, por te fazer sofrer quando te devia fazer sorrir mais ainda. Não te queria deixar cá sozinho, mas tenho mesmo que me ir embora desta "paz de alma".
Prometo visitar-te o mais que poder e tentar ver como tu as coisas.
Um amo-te maior do Mundo.
Telma Palma

6 comentários:

Memórias do Meu Pensamento