A minha foto
Às vezes a imaginação falha, o sorriso esconde-se, as ideias ficam com ressaca e a vontade esgota-se. Depois, é preciso deixar que o pensamento esboce a dureza das palavras expostas. É ser sem parecer, e escrever mesmo sem crer.

terça-feira, 28 de junho de 2011

160. Tipo doce sem açucar --'



O rumo não é bem "seguir em frente", continuar com a vida ou até mesmo lamentar o que podia ter sido diferente. Entendo que não deve ser fácil.
Já quase passei por essa mesma escuridão que tantos outros não chegam a atingir a Luz. Aquela que nos faz voltar ao real, que nos levanta de uma cama velha e que nos erguer perante uma simples existência... a nossa.
Suplicaria por todos os que gosto e os que menos gosto, que toda uma neblina não ultrapassa-se as suas vidas e que tudo fosse eterno.
Difícil.
A morte, esta que muita vezes não só nos mata mas que também destrói por dentro. Não gostava de sentir isso. Essa dor esgotante que destrói anos de vida, de tempo, de história.
Não gostava de saber que tudo um dia acaba por acontecer e que todos desfrutamos de tão pouco tempo para aprender o bom que é a vida. Tipo doce sem açúcar, amarga ou até azeda. Simples, Fácil.
É engraçado como a vida não se calcula através do teorema de Pitáguras, como não se múltiplica o numero de vidas e como não basta apagar uma vírgula para voltar a ficar correcto. É engraçado como tudo muda e como não somos capazes de seguir em frente. É engraçado como a vida nos prega algumas partidas e nós ficamos sem opção de escolha, sem remédio.
A morte é assim, fria, leve. Tranquila enquanto não a sentimos e cruel quando nos "apanha" numa tenrra idade, numa elevação de auto-estima, numa altura pequena do nosso próprio eu.
É difícil ver alguém partir, quanto mais quando é por falta de assunto.
Até já Angélico ='(

Telma Palma

9 comentários:

  1. concordo contigo. custa sempre ver alguém partir, mas há quem parta com uma vida vivida e quem parta com uma vida apenas iniciada. gosto muito do texto. e boa escolha de música, é uma das minhas favoritas dela :)

    ResponderEliminar
  2. é dificil superar mas de uma forma ou de outra acaba-se sempre por esquecer um pouco, mas de qualquer forma iremos sempre recordá~lo ^^

    ResponderEliminar
  3. Fantástico!
    Um dia vais ver que editas um livro!
    Um amo-te maior do MUNDO!

    ResponderEliminar

Memórias do Meu Pensamento